Com ares italianos – Revista Natureza

A reformulação do paisagismo transformou os jardins desta casa em uma confortável área de lazer de estilo mediterrâneo

Texto Heloísa Cestari | Fotos Gui Morelli | Projeto Roberto Riscala

Graças à divisão do
terreno em patamares com jardins planos, ficou muito mais agradável circular pela área externa da casa

Convencer as pessoas a sair de casa e desfrutar da área externa: esse era o grande desafio do paisagista Roberto Riscala na reformulação do jardim desta bela casa em Ibiúna, no interior de São Paulo. Atrações como piscina e as plantas de grande porte já estavam por lá, mas por conta dos declives no terreno ninguém se animava a circular por ali. “A casa não era ‘usável’, e os proprietários evitavam sair no jardim para não ter de subir e descer o morro”, explica o profissional.

A primeira medida de Riscala foi cortar o terreno em patamares e erguer muros de pedra moledo para criar jardins planos, que tornam mais agradável o passeio. Depois, ele remodelou a piscina e instalou pérgolas, escadas, pisos e várias espécies de plantas para criar um ambiente com ares mediterrâneos.

Renques de viburnos topiados e canteiros elevados com belas-emílias dão um toque mediterrâneo ao entorno da piscina, enquanto as palmeiras-jerivás e as árvores nativas que circundam a propriedade garantem a verticalidade do paisagismo

CONFORTO EM PATAMARES

Muros de pedra moledo delimitam os diferentes jardins em patamares e ainda servem de canteiro para tumbérgias e belas-emílias

Para Riscala, o jardim deve ser a moldura da arquitetura, e um projeto só é bom quando dá a sensação de que arquitetura e paisagismo foram feitos ao mesmo tempo. Por esse motivo, na hora de redesenhar a área externa, ele teve a preocupação de valorizar a fachada da residência e integrá-la ao novo
conceito. “Não mexi na casa em si, mas mudei a cor e criei uma pracinha em frente”, explica.

Entre a construção, na parte mais alta do terreno, e a piscina, na mais baixa, foram erguidos vários patamares de jardins com linhas geométricas bem definidas não apenas pelos muros, mas também por arbustos topiados – caso das tumbérgias-arbustivas (Thunbergia erecta) (1), que formam renques nos topos dos paredões, e dos viburnos (Viburnum suspensum) (2), que bordam o caminho que leva a uma pequena sala de estar. Também se destacam na composição as moreias (Dietes bicolor) (3), que surgem em tufos em meio ao gramado; as belas-emílias (Plumbago auriculata) (4) cultivadas nos canteiros de pedra no entorno da piscina; e uma jabuticabeira (Plinia cauliflora) (5) plantada para reforçar a verticalidade proporcionada pelas palmeiras-jerivá (Syagrus romanzoffiana) (6).

Os viburnos cuidadosamente topiados contrastam com o visual mais despojado das moreias e da jabuticabeira

Na piscina, as principais interferências do paisagista foram a criação de uma prainha com espreguiçadeiras; de uma escada para facilitar o acesso; e de um amplo solário revestido por piso Classic, da Solarium. Esse mesmo material foi usado nos degraus da escadaria pontuada por touceiras de capim-azul (Lagenocarpus velutinus) (7) que leva aos diferentes patamares do jardim. Na sala de estar, sofás e uma lareira acomodada no centro permitem que a família curta o jardim também nos dias frios.

Grandes tufos de capim-azul dão volume às laterais de pedra da escadaria revestida com piso atérmico

JARDIM CONTEMPLATIVO

Em um dos patamares do jardim, Riscala criou um ambiente com pomar, plantas ornamentais e local para descanso. Dá para relaxar em uma rede enquanto se contempla a beleza das touceiras de capim-
azul (1); das orquídeas-bambu (Arundina graminifolia) (2); das falsas-íris (Neomarica caerulea) (3)
que crescem em nichos abertos no percurso de piso antiderrapante Terraviva, da Solarium; e a tonalidade intensa dos renques de capim-do-Texas-rubro (Cenchrus × cupreus ‘Rubrum’) (4).

Pérgolas, plantas ornamentais e um espaço com rede compõem um dos recantos mais agradáveis do jardim

Os perfumados jasmins-dos-Açores (Jasminum azoricum) (5) sobem pelas pérgolas de ferro galvanizado da Jardinatto, que se intercalam com ipês-amarelos (Handroanthus chrysotrichus) (6) para compor um dos cantinhos mais charmosos da propriedade.

Ler mais…

Deixar um comentario

Faça um orçamento!